Dicas de saúdeSaúde

Chás que abortam imediatamente

Chás que abortam imediatamente: Durante o período de gravidez, alguns tipos de ervas e sabores podem ser prejudiciais para a saúde da gestante e do bebê.

Nem todos os chás são seguros para beber durante a gravidez – eis o que você precisa saber

  • Como na comida, existem algumas bebidas mais surpreendentes que as mulheres grávidas não devem consumir.
  • Alguns chás são seguros durante a gravidez, mas outros podem não ser uma ótima idéia.
  • Se você está grávida e toma um chá, precisa saber em qual categoria.

Quando você descobre que está grávida, há imediatamente muitas mudanças que você precisa fazer. Você aprende que deve evitar certos alimentos , que deve tomar cuidado com a cafeína, evitar álcool, tabaco e praticamente todos os medicamentos. Bem, uma coisa que você pode não perceber pode ser potencialmente prejudicial para as pessoas grávidas é o chá.

Reunimos tudo o que você precisa saber sobre beber chá durante a gravidez.

Chá de gengibre pode ajudar com a doença de manhã.

O chá de gengibre é considerado um chá de ervas e, de acordo com Manglani, não há problema em as mulheres grávidas beberem, desde que não exagerem. “Eu recomendo chá de gengibre para mulheres que sofrem de náusea e vômito, bem como cólicas uterinas no início da gravidez, pois o gengibre pode ajudar com náuseas e cólicas”, disse ela.

Como o gengibre é conhecido por acalmar o estômago, você pode achar que o chá de gengibre funciona bem quando você está enfrentando enjoos matinais e outras náuseas relacionadas à gravidez.

O chá preto é geralmente seguro, mas não exagere.

Embora você possa pensar que o chá preto é algo que você precisa evitar durante a gravidez devido ao seu teor de cafeína, o chá preto é normalmente seguro. Kara Manglani, CNM , parteira da cidade de Nova York, disse ao INSIDER que o chá preto é “geralmente considerado seguro”, mas ela recomenda que as mulheres limitem seu consumo a menos de quatro xícaras por dia, apenas por precaução.

Além disso, você precisa observar o conteúdo de cafeína, por isso não beba muito chá com cafeína. Escolher uma versão descafeinada pode ajudar.

O mesmo vale para o chá de folhas de framboesa / vermelho.

Se você já esteve grávida antes, pode ter ouvido falar sobre o chá de folhas de framboesa vermelha e seu potencial para ajudar a facilitar o trabalho de parto. Mas você deve ter cuidado quando exatamente estiver bebendo. “Alguns estudos sugeriram que ela pode ajudar nas contrações uterinas e reduzir a duração total do trabalho de parto”, disse Manglani. “Eu evitaria o chá de folhas de framboesa vermelha no primeiro trimestre, mas o recomendaria no terceiro trimestre para ajudar no trabalho de parto”.

E se você achar que gosta de beber chá de folhas de framboesa vermelha todos os dias, pode ser útil continuar bebendo após o parto. “Você também pode beber após o parto, pois é rico em cálcio, ajuda na amamentação e também cura o útero”.

Veja a seguir os tipos de chás que as gestantes não podem consumir:

Chá de Boldo

O chá de boldo conta com uma substância denominada ascaridol, um vermífugo natural. No entanto, pode causar aborto caso seja consumido durante a gestação. Sendo assim, Alexandra ressalta que gestantes não podem consumir esse tipo de chá durante a gestação.

Chá de Canela

De acordo com nutricionista, a canela também poderia provocar efeitos abortivos, devido ao aumento das contrações musculares, que podem afetar a área uterina e aumentando a pressão arterial.

Chá de Hortelã

Por ser diurético, pode acabar fazendo com que a gestante tenha um déficit em vitaminas e principalmente em minerais, além de diminuir a produção do leite materno.

Chá mate, preto e verde

São tipos de chás que têm uma boa quantidade de cafeína que não é indicada para gravidez. ?Costumo deixar em média apenas 50 ml de café preto/dia no cardápio da gestante, quando ela já tem o costume de ingerir?, explica Alexandra.

Chá de hibisco

De acordo com Alexandra, o chá de hibisco também conta com substâncias diuréticas e, assim como o chá de hortelã, pode causar perda de vitaminas e sais minerais.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo