Dicas de saúdeSaúde

Sinais de alerta de um ataque cardíaco

Não espere para obter ajuda se sentir algum destes sinais de alerta de ataque cardíaco. Alguns ataques cardíacos são repentinos e intensos. Mas a maioria começa devagar, com leve dor ou desconforto. 

Preste atenção ao seu corpo e ligue para o 192 se você experimentar:

  • Desconforto no peito. A maioria dos ataques cardíacos envolve desconforto no centro do peito que dura mais do que alguns minutos – ou pode desaparecer e retornar. Pode parecer uma pressão desconfortável, espremer, plenitude ou dor.
  • Desconforto em outras áreas da parte superior do corpo. Os sintomas podem incluir dor ou desconforto em um ou nos dois braços, nas costas, no pescoço, na mandíbula ou no estômago.
  • Falta de ar. Isso pode ocorrer com ou sem desconforto no peito.
  • Outros sinais. Outros sinais possíveis incluem irromper com suor frio, náusea ou tontura.

Os sintomas variam entre homens e mulheres

Tal como acontece com os homens, sintoma de ataque cardíaco mais comum das mulheres é dor no peito  (angina) ou desconforto. Mas as mulheres são mais propensas que os homens a experimentar alguns dos outros sintomas comuns, particularmente falta de ar, náusea / vômito e dor nas costas ou no maxilar.

Aprenda os sinais de ataque cardíaco e lembre-se: mesmo que você não tenha certeza se é um ataque cardíaco, faça o check-out.

Minutos importam. A ação rápida pode salvar vidas – talvez a sua.

Ligue para o 192 se tiver sinais de alerta de ataque cardíaco. Chamar o 192 é quase sempre o caminho mais rápido para obter tratamento que salva vidas.

Uma equipe de serviços médicos de emergência (SAMU) pode começar o tratamento quando chegar – até uma hora antes do que se alguém chegasse ao hospital de carro. A equipe do SAMU também é treinada para reviver alguém cujo coração parou. Pacientes com dor no peito que chegam de ambulância geralmente recebem tratamento mais rápido no hospital também.

Por muitas razões, é melhor ligar para o 192 para que uma equipe experiente do SAMU possa começar o tratamento e providenciar transporte rápido para a sala de emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo